fbpx
competências socioemocionais

Entenda quais competências socioemocionais devem ser desenvolvidas na escola

Inegavelmente, o setor da educação entendeu a importância de um criar um diferencial competitivo. Ou seja, implementar estratégias para desenvolver uma aprendizagem crítica, reflexiva, interventiva e autônoma. O propósito é reconhecer, expressar e gerir emoções do aluno ao longo da vida. Em resumo, trabalhar as competências socioemocionais nas escolas.

Por meio dessa proposta, a instituição poderá explorar conhecimentos, habilidades e atitudes. Sempre na intenção da evolução das pessoas na sociedade. Nesse sentido, desenvolve-se uma apropriação crítica e reflexiva do conhecimento aliada às habilidades e aptidões.

O compromisso com o desenvolvimento integral do estudante tem diversas dimensões. Elas são divididas entre intelectual, ética, física, afetiva, moral e social. Desse modo, é muito importante romper com o reducionismo acadêmico.

Hoje, é preciso potencializar outras capacidades e aprimorar os alunos com ações que os constituam como grandes protagonistas do seu aprendizado. Quer saber qual é o melhor caminho em busca de tal implementação? Então, continue conosco e amplie a sua visão nos tópicos abaixo. Boa leitura!

Os principais pilares das competências socioemocionais

As competências socioemocionais trouxeram grandes benefícios às escolas. Sobretudo, esse é um dos principais conceitos quando olhamos para as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Por meio desse documento, a instituição contribui para a saúde emocional dos alunos. Também mantém a melhoria contínua na educação e permite autonomia ao lidar com conflitos do dia a dia. Existem diferentes modelos de abordagens que visam estudar e organizar as competências socioemocionais.

O VOA educação, após estudos, priorizou 4 pilares com base nas diretrizes da BNCC. Entretanto, é preciso entender quais são eles. Assim, será possível aprimorar o processo de ensino-aprendizagem no ambiente escolar. Conheça abaixo cada um deles.

1. Autorregulação

Vivemos em um mundo intenso e em constante desenvolvimento. Portanto, é preciso saber lidar com o que está à nossa volta. Seja dentro ou fora do ambiente escolar. Desse modo, o papel das competências socioemocionais edifica ainda mais o cidadão.

Segundo a BNCC, “autorregulação é a capacidade de monitorar e controlar nossos próprios comportamentos, emoções ou pensamentos, alterando-os conforme as exigências da situação. Isto abrange inibir reações automáticas, resistir a interferências de estímulos irrelevantes e persistir em tarefas importantes mesmo quando não as apreciamos”.

O VOA educação elencou 4 competências socioemocionais do pilar de autorregulação. Em suma, elas devem ser acompanhadas e desenvolvidas ao longo da Educação Básica. Conheça abaixo.

Foco e atenção

Sem a presença dessas duas habilidades, fica difícil construir um ambiente produtivo. Afinal, é importante combater a falta de concentração de um modo simples e motivador. Assim, mais alunos estarão focados em seus objetivos e conquistarão seus propósitos com maior facilidade.

Motivação, persistência e garra

É interessante ter um objetivo claro em mente. Desse modo, o aluno poderá traçar o melhor caminho até concretizar o que deseja. No entanto, é fundamental estar ciente que é necessária muita determinação e força de vontade ao longo do processo.

Estabilidade emocional

Por meio das competências socioemocionais, o aluno poderá diferenciar a razão da emoção. E, assim, viver em equilíbrio na intenção de contribuir para uma sociedade mais harmônica, além de manter a positividade em conflitos externos ou internos.

Autoconhecimento e autocuidado

Em suma, é interessante que todos entendam a peculiaridade de cada um. Afinal, vivemos em uma diversidade e é necessário respeitá-la diariamente. A metacognição é um ótimo aspecto que deve ser trabalhado na implementação das competências socioemocionais.

2. Colaboração

Como falamos anteriormente, vivemos em uma sociedade. Ou seja, não estamos sozinhos nesse mundo, nem podemos nos desenvolver dentro da nossa individualidade. Desse modo, é essencial saber viver em grupo e aprimorar as competências socioemocionais.

Segundo a BNCC: “exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, fazendo-se respeitar e promover o respeito ao outro e aos direitos humanos, com acolhimento, valorização da diversidade de indivíduos e grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e potencialidades, sem preconceitos de qualquer natureza”.

O VOA Educação priorizou neste pilar de colaboração 4 competências socioemocionais que envolvem o relacionamento com os professores. Conheça mais sobre eles a seguir.

Empatia

É a capacidade de se colocar no lugar do outro e entendê-lo. Assim, o indivíduo poderá compreender com mais clareza os sentimentos daquela pessoa.

Liderança e relacionamentos

Em suma, colaborar para que os alunos sejam atores do seu projeto de vida. Desse modo, conseguem propagar relações construtivas, respeitosas e inspirar outras pessoas com boas práticas.

Cooperação, proatividade e cidadania

A colaboração acontece quando estamos em sinergia com o grupo. Em outras palavras, empenhados para alcançar um objetivo com a ajuda dos esforços de todos. Por isso, é interessante construir o pensamento de buscar um ideal que trará benefícios para todos.

3. Comunicação

A comunicação é outro fator que nos credibiliza como ser humano, ao passo que ela está ligada às nossas competências socioemocionais. Ela deve desenvolver-se ao longo das três etapas da Educação Básica. Ou seja, Educação Infantil, Ensino Fundamental e anos iniciais e finais do Ensino Médio.

Esse pilar engloba diferentes tipos de linguagens: verbal, corporal, visual, sonora, digital, artística, científica e matemática. Nesse sentido, a ideia é que o aluno consiga se expressar utilizando formas e meios diversos, tenha escuta ativa e saiba argumentar.

O VOA Educação propõe o desenvolvimento de 4 competências socioemocionais no pilar de comunicação. Conheça mais sobre eles abaixo.

Expressão oral

Durante toda a Educação Básica, é necessário engajar o aluno a desenvolver a melhor maneira de expressar. Seja em quaisquer situações comunicativas, dentro ou fora do ambiente escolar. Por exemplo, no convívio familiar, entre amigos, entrevistas ou diante de autoridades públicas.

Escuta ativa

É importante valorizar o poder da concentração, principalmente na hora de propagar ou absorver uma informação. Com a escuta ativa o aluno ficará longe de distrações e conseguirá ouvir e observar com maior atenção.

Linguagens/cultura digital e argumentação

Os alunos dispõem de outra opção de aprender e produzir com o auxílio das ferramentas digitais. Por isso, é importante que todos entendam o mundo digital e faça o uso ético das tecnologias. Assim, eles poderão desenvolver boas relações no âmbito pessoal ou profissional.

4. Pensamento crítico

O pensamento crítico é uma habilidade que deve ser trabalhada desde a Educação Infantil. Isso porque é por meio dele que começamos a compreender como analisar as informações.

Em geral, os alunos se sentem retraídos ao lidar com esse pilar, visto que a sua prática exige uma reflexão pessoal em relação a tudo e a todos. O VOA Educação considera o pensamento crítico como um pilar essencial para o desenvolvimento do potencial do aluno. Ele é primordial no sucesso dos projetos de vida pessoal e profissional.

Veja abaixo as 4 competências socioemocionais que devem ser trabalhadas ao longo dessa etapa.

Curiosidade e abertura ao novo

Os avanços da tecnologia sempre geram mudanças em diversos segmentos. Por isso, é essencial que todos estejam abertos ao novo. Em outras palavras, é uma forma de eles sempre estarem dispostos a enriquecerem o conhecimento.

Criatividade e resolução de problemas

Essa é uma das competências socioemocionais que prepara o aluno para a cultura do feedback. Portanto, trabalha a capacidade de usar o senso crítico na intenção de promover melhorias naquele meio. Por consequência, ele desfavorece a zona de conforto e procura a cada dia a otimização de resultados.

Capacidade crítica e analítica

É importante que cada indivíduo não tenha medo de expor as suas ideias. No entanto, ele não deve desvalorizar o posicionamento do outro em propor uma solução ideal. Dessa forma, ele passa a ser uma pessoa mais colaborativa e contribui para um ambiente produtivo.

Otimismo e mentalidade de crescimento

Hoje, é muito importante trabalhar essa competência. Afinal, o mercado de trabalho deseja profissionais que identifiquem oportunidades de crescimento. Além disso, valorizem a qualificação profissional e a capacidade de expansão com o uso de poucos recursos.

O uso da tecnologia no desenvolvimento das competências socioemocionais

Sem dúvidas, a tecnologia ajuda bastante no desenvolvimento das competências socioemocionais. Escolas já apostam em tendências tecnológicas que aprimoram o ensino e facilitam na compreensão de assuntos complexos. O uso de jogos digitais, óculos de realidade aumentada ou Inteligência Artificial estimula o raciocínio lógico e a criatividade dos alunos. Atenção, paciência, memorização e resolução de problemas também são desenvolvidas por esses recursos.

Em suma, é necessário engajar o aluno a aprimorar a coletividade e explorar a sua curiosidade e autoconfiança. Desse modo, as ferramentas poderão ajudar a formar cidadãos responsáveis e com estabilidade emocional, capazes de lidar com as complexidades da vida. Portanto, poderão desenvolver vínculos emocionais, efetivos e sociais.

Em conclusão, queremos destacar a importância do desenvolvimento das competências socioemocionais. Previsto na BNCC, elas se mostram em consonância com a necessidade de compreensão das diversidades do comportamento humano. Afinal, visa a formação integral do aluno preocupado e alinhado com os desafios do século XXI. Por isso, é necessário saber a melhor maneira de aplicar esse conceito no ambiente escolar.

Para isso, você pode fazer uma experiência prática com o nosso software VOA. Então, agende uma demonstração e entenda melhor como podemos ajudar o seu colégio.

Facebook Comments

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.