A nova funcionalidade Autoavaliação melhora a percepção do coordenador escolar sobre o desempenho das competências socioemocionais, além de exercitar a habilidade do aluno em olhar para dentro de si mesmo.

A pandemia foi uma grande aceleradora de mudanças na sociedade, e o isolamento social deixou mais aparentes as necessidades de comunicação e conexão entre as pessoas. Não foi diferente com as escolas.

Desde que lançamos o produto de acompanhamento e avaliação socioemocional, nossa equipe multidisciplinar tinha certeza de que, para compor um painel avaliativo que apresentasse a realidade, era necessário que o processo contivesse múltiplos pontos de vista.

No produto inicial, apenas os professores eram convidados a avaliar e registrar suas visões sobre as habilidades dos alunos e, no momento em que as aulas passaram a ser ministradas a distância, se tornou latente a necessidade de aumentar a quantidade de visões que compõem a avaliação do aluno.

Você já parou pra pensar o que o seu aluno pensa sobre si mesmo? O quanto você valoriza isso no processo de educação?

Escolas de ponta, com propostas educacionais contemporâneas, se preocupam com isso diariamente. Um processo de avaliação integralizado é fundamental para autonomia do aluno e para um planejamento eficiente das intervenções pedagógicas.

 

Depois de um processo de design sprint que reuniu não apenas a equipe multidisciplinar da startup, mas um grupo multifocal de alunos e educadores, nasceu a autoavaliação VOA. Por meio dela, o aluno responde a questionários relativos às mesmas competências presentes no método VOA, para que o painel passe a contar também com a sua visão sobre si mesmo.

 

O questionário enviado aos alunos conta com afirmativas sobre as quais ele deve, intuitivamente, selecionar a opção de resposta que melhor demonstra o seu “grau de concordância” (exibido em uma escala de resposta tipo Likert de 5 pontos), concordando totalmente, discordando totalmente, ou optando por alguma opção intermediária.

 

Neste novo formato, o painel digital passa a contar não só com o heterorrelato dos professores sobre os alunos, mas também com uma visão comparativa entre como eles se assemelham ou se diferenciam da visão do aluno, oferecendo uma excelente ferramenta para coordenadores e orientadores.

Alinhamento com a BNCC

Essa nova funcionalidade responde a uma consideração propositiva da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) de que as avaliações socioemocionais dos alunos incluam medidas de autorrelato. Ela contempla, também, os requisitos de desenvolvimento socioemocional exigidos pela BNCC encontrados nas suas 10 competências gerais.

Na fase inicial, mais de 1000 alunos das instituições que já utilizam VOA educação participaram dos testes de autoavaliação, trazendo respostas quase que instantâneas e muito positivas. Educadores e alunos do Liessin, do Colégio Embraer, da Escola Modelo do SESC e muitos outros já estão se beneficiando dessa nova e mais completa forma de avaliar.

Oportunidade para o final do ano

Agora, a funcionalidade VOA autoavaliação está disponível também a todas as instituições que quiserem implementá-la do 8º ano à 3ª série do Ensino Médio. Além disso, as escolas que fizerem um voo de teste ainda em 2020 garantem condições especiais para o próximo ano letivo! Veja como clicando neste botão:

Sobre o VOA educação

O principal propósito da empresa é desenvolver o ser humano de maneira  integral e, para isso, conta com um time multidisciplinar de desenvolvedores, psicólogos, pedagogos, psicometristas, designers e economistas que criaram um aplicativo que permite que o educador avalie e acompanhe as competências socioemocionais de cada aluno de maneira rápida e intuitiva, salvando informações que geram painéis e relatórios de fácil acesso de   toda equipe escolar , traçando assim um panorama de cada indivíduo ao longo de sua formação.